São Paulo publica Moção de Repúdio contra o Ensino a Distância

É cada vez maior o número de municípios que, por meio de aprovação na Câmara Municipal ou no Conselho Municipal de Saúde, se declaram contra a Educação a Distância(EaD) em cursos na área de saúde, como é o caso da Farmácia. A proposta do vereador Gilberto Natalini foi aprovada na Câmara Municipal de São Paulo e publicada no Diário Oficial da Cidade de São Paulo.

“Entendo que a modalidade EaD para disciplinas da área da saúde é um problema sério, na medida que não assegura quesitos fundamentais para o processo de formação, sendo um inconveniente que deve ser enfrentado, dentro dos preceitos éticos, pois a vida humana é prioridade e deve estar acima de qualquer outro interesse. Apresentamos assim à Mesa Diretora da Câmara SP, uma Moção de Repúdio tratando do tema, que já foi aprovada e publicada no Diário Oficial de 15/08. A nossa expectativa é que o Congresso possa tomar alguma providência sobre a Lei n.º 9.057/17 que teve a pretensão de aumentar o acesso ao ensino superior, mas que, na visão de profissionais e parlamentares, flexibilizou as regras para a educação à distância (EaD), levando a uma piora na qualidade dos cursos e prejudicando a formação de futuros profissionais. ”, destacou o vereador Gilberto Natalini, que também é médico.

A Moção de Repúdio será encaminhada ao Conselho Nacional de Saúde e aos ministros da Saúde e da Educação.

Clique para acessar a Moção nº 16/2018

Projeto de lei 328/2018

De autoria da vereadora Edir Sales, o PL proíbe a realização de cursos a distância de ensino na área da saúde. De acordo com o texto, fica vedado no município de São Paulo qualquer curso na modalidade de ensino a distância na rede pública e privada, em cursos técnicos, de nível superior ou pós-graduação na área da saúde. A proposta contou com o apoio do CRF-SP para ser elaborada e atualmente está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça. “A cidade de São Paulo, além de abrigar grande parte dos cursos da área da saúde, também é exemplo para outras cidades do país. Com saúde não se brinca, é na sala de aula que os alunos têm a oportunidade de discutir e aprender na prática todo o conteúdo acadêmico”, ressaltou a parlamentar.

Fonte: CRF-SP

Precisando de consultoria para sua farmácia?

Precisa de ajuda para se credenciar no Programa Aqui Tem Farmácia Popular ou para se cadastrar na Anvisa? Fale conosco, nós temos opções de consultoria para auxiliá-los nesses processos. Caso precise do software para as vendas do Programa Farmácia Popular ou para as transmissões do SNGPC para Anvisa, nós temos os softwares Farmácia Popular One e SNGPC One! Entre em contato conosco pelo telefone: (14) 3221-7067 ou email: sac@aelian.com.br!

← POST ANTERIOR

PRÓXIMO POST →

Cadastre-se e receba mais conteúdo grátis